quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Pedagogia no Artesanato


Pedagogia no Artesanato
Numa Bela manha de Primavera
Pus-me a ver a T.V.I
E fiquei estupefacta
Com o que nessa estação vi!...



Uma encantadora senhora,
Com sotaque da Madeira,
Falava coisas sérias
Com materiais de brincadeira!



Quando o desfile começou,
Eu não queria acreditar
Como se pode, apenas com uma boneca
A História da Branca de Neve contar?!



O que me impressionou,
Conforme a Senhora falava,
foi o cuidado que ela teve,
Nas expressões das personagens que criava!



Através da sua obra,
Revela grande sensibilidade,
Porque não fomenta nas crianças,
O gosto pela maldade!



Fiquei entusiasmada
Que não resisti á tentação
De logo nesse dia,
Com essa Senhora estabelecer comunicação.



Uma só boneca
Era tudo o que se via!...
Virada de pernas para o ar,
Outra personagem surgia!...



Os enfeites dos vestidos,
Completavam a narração!...
Bendito seja o Senhor Jesus,
Pela sua criação!...



Logo ao telefone lhe pedi,
Para a Branca de Neve me fazer
E foi uma grande alegria
o dia em que a consegui ter!



A simpatia da Senhora nunca poderei esquecer,
Pois com a encomenda
O Capuchinho Vermelho de cheiro,
ela me quis oferecer!...




Estabeleceu-se tal empatia,
Que combinamos, eu a ir visitar,
E,pouco depois,
Eu, em sua casa,estava a entrar!



Recebida com muita ternura
Por um casal encantador,
Percebi que este encontro
Era mais um mimo do Senhor






Com a maior afabilidade,
A Artista mostrou-me a sua colecção!
Cada peça era mais linda,
Feita com a maior perfeição!






Quando pensava
Que já tudo tinha visto,
Convida-me a subir a outra casa,
Onde surge um imprevisto!






Abrem-se caixas e armários
E para grande espanto meu
Começa a exposição de um jardim,nos anos 50
Que não existe em nenhum Museu!

Confesso que fiquei extasiada
E sem palavras para comentar!
A maravilha era tal...
Parecia que estava a sonhar!





Regressei ao Passado distante
E no mundo de sonho eu entrei,
Ao ver aparecer a minha frente
A realidade em que outrora penetrei!





Era uma mãe ternurenta
Que seu filho amamentava
E,com o maior carinho
Contra o peito o apertava





Sentadas num banco de jardim,
Quatro idosas trabalhavam:
Rendas,malhas e meias,
Tudo elas confeccionavam!

A volta de uma mesa
Os maridos dominó jogavam
E assim se viam os machistas
Que nesse tempo dominavam!





Pelo jardim desfilavam
Criadas vestidas a rigor
Levando,pela mão,
Crianças com amor.


Como podia faltar
O fotografo malandrote?!...
Com a sua máquina de tripé,
Coberta por um saiote

Numa esquina do jardim
A tela de um pintor,
Posta num cavalete
Faz um belo quadro de cor!





Primorosamente vestida
Surge a florista a vender
As mais belas flores
Para o namorado oferecer!





Ainda as saborosas pipocas
Não faltavam para a criançada,
Vendidas pela mulher,
Devidamente trajada!

Os baloiços das crianças
Também estavam ocupados
E com grande mestria,
Nunca estavam parados!





Como podia uma Madeirense
Esquecer os trajes de Marinheiro?!
Lembro bem que nessa época,
Era fato domingueiro!





A artista não esqueceu
A figura do Doutor
E, com grande mestria o fez,
Para o quadro compor!





Foi tão belo o que vi
Que não sei como o dizer!...
Estou certa que nunca mais,
Tão grande maravilha vou esquecer!...





A um lado separada,
Surge, com grande emoção,
A nossa querida Amália,
Vestida com perfeição





Junto dela,os guitarristas,
Em posição de tocar
A Amália não morreu...
A D.Filomena pô-la a cantar!...





Parabéns, querida Amiga
Pela sua formação!
Atravez da sua obra,
Se vê um grande coração!

Confesso que não imaginava
Esta obra feita á mão!
Madeirense,de verdade
Que nos enche o coração!.....

Dra.Conceição Rocha Baptista

Maia, 26/05/2002
Fim

3 comentários:

Sonia Facion disse...

Lindos versos!!!

Filomena e Ana

Desejo que o Natal de vcs seja alegre e festivo.
Que o Ano Novo que se aproxima seja repleto de alegrias e benção.

Com carinho

Sonia

Edy pinturas e artes disse...

Olá amiga fiquei radiante com a sua visita e vim retribuí-la, nossa seu blog está muito bom. Volte mais vezes, ok e, quero convidar todas as suas amigas para me visitar, ok.
Bjus.
Edmara.
- Meus endereços:
- http://edypinturaseartes.blogspot.com
- http://edypinturaseartes-vendas.blogspot.com
- http://edypinturaseartescomrevistas.blogspot.com
- http://enkantosdaboamesa.blogspot.com

Idalina Farias disse...

FIQUEI ESTUPFACTA COM TAMANHA BELEZA QUE ACABEI DE LER... COMO É QUE TAMANHA GRANDEZA SÓ TEM 2 COMENTÁRIOS??? NÃO PERCEBI, APENAS QUERO-VOS DIZER QUE DEU PARA ARREPIAR E NÃO ME CANSAREI DE O REVER VEZES SEM FIM, PORQUE... O ADOREI DO FUNDO DO CORAÇÃO!

AGORA FALANDO DO QUE AQUI ME TROUXE: A VIDA DE MARINHEIRO... POIS É SÓ FOI ONTEM MAS AS SAUDADES IRÃO SER MUITAS, É A ÚLTIMA VIAGEM QUE IRÁ FAZER, POIS ELE JÁ LÁ ESTÁ DESDE OS 18 ANOS, JÁ PASSOU PELOS SUBMARINOS E ATÉ SE PODEM CONHECER!?
***** KISSINHOS MUITO GRANDES ****

P.S. COMO CHEGARAM ATÉ AO MEU CANTINHO?